Portal Pepper

Notícias

 

Virna Dias: “Sonhava em ser modelo de passarela”

A ex-jogadora de vôlei falou sobre carreira e seu projeto social
Foto: UOL / Divulgação |  Data: 20 de Maio 2015
Virna Dias: “Sonhava em ser modelo de passarela”

Virna Cristine Dantas Dias, ou como é mais conhecida, nossa eterna jogadora de vôlei, Virna Dias. Nordestina, mãe, batalhadora e incentivadora de novos talentos, assim nós descrevemos essa profissional que representa brilhantemente o Brasil quando o quesito é esporte.

Portal Pepper: Como foi deixar o Rio Grande do Norte e partir para uma cidade grande?
Virna Dias: Eu sai com 14 anos de casa para buscar meu sonho de ser jogadora de vôlei profissional. Eu sofri, mas foi uma fase de descobertas incríveis. Sempre fui meio cigana, então me adaptei muito rápido e também amadureci muito rápido.

PP: Como iniciou a carreira esportiva no vôlei?
VD: Começou como uma brincadeira. Eu estudava no Instituto Maria Auxiliadora, em Natal, e lá eu já gostava de praticar esportes. Eu era alta e magrela, mas tinha muita força e, por isso, sempre me escolhiam para o time de queimada. Com o passar do tempo fui praticando vôlei e me apaixonei por ele. Logo este bom desempenho foi reconhecido e fui convidada a fazer parte da seleção do Rio Grande do Norte. Desde então, nunca mais parei.

PP: Como era o relacionamento entre as atletas nos bastidores e durante os treinos?
VD: Sempre foi muito tranquilo e saudável. Claro, sempre existem aquelas pessoas que você tem mais afinidades, mas, de modo geral, sempre fomos muito unidas.

PP: Participar de uma Olimpíada para você é...
VD: A realização de um sonho!

PP: Antes de ser jogadora de vôlei trabalhava em qual área?
VD: Sonhava em ser modelo de passarela em Paris (risos). Já tinha feito curso e tudo, mas o vôlei me conquistou.

PP: Qual é o seu maior orgulho na carreira esportiva?
VD: Ter representado o país e conquistado duas medalhas olímpicas (medalhas de bronze em Atlanta, em 1996, e Sidney, em 2000).

PP: Como se preparou para ser comentarista esportiva na Rede Record nas Olimpíadas de Londres 2012?
VD: Fiz acompanhamento com a fonoaudióloga durante os últimos meses e me dediquei a estudar o desempenho das equipes de voleibol feminino de quadra e vôlei de praia que estavam na competição. Além da técnica é preciso prestar atenção no desenvolvimento e evolução das equipes e atletas.

Jogadora Virna Dias

PP: Além da carreira esportiva, quais são seus futuros planos?
VD: Continuar desenvolvendo esta carreira de comentarista esportiva e, principalmente, ampliar a capacidade do meu projeto social, o "Virna Vôlei".

PP: Fale um pouco sobre seu projeto social? Sobre o que trata?
VD: O projeto "Virna Vôlei" nasceu da minha necessidade de reconhecer e formar novos talentos. Então, com o patrocínio da Cenoura & Bronze, conseguimos oferecer gratuitamente aulas de vôlei de praia para 30 crianças carentes vindas dos complexos de Pavão e Pavãozinho, no Rio de Janeiro. As crianças são selecionadas de acordo com o rendimento escolar e, com o gerenciamento do Ricardo Moacir, que é professor de educação física, as aulas acontecem duas vezes por semana em Copacabana - quase em frente ao Copacabana Palace.

PP: O que a Virna Dias escuta no Ipod?
VD: Muita MPB. Adoro Marisa Monte, Ivete Sangalo, Zeca Baleiro. Eu também adoro ritmos dançantes, nessas horas vou de Chiclete com Banana ou um bom samba do Arlindo Cruz.

PP: Na televisão sou fissurada em...
VD: Esportes!

PP: Esporte pra mim é...
VD: A minha vida! Afinal, através dele realizei muitos sonhos.

PP: Qual seu maior defeito?
VD: A teimosia (risos).

  Artigos Relacionados

Nicette Bruno: “Não existe mais um bilhete, ninguém conversa mais” Nicette Bruno: “Não existe mais um bilhete, ninguém conversa mais”
Nicette Bruno no auge dos seus 82 anos de vida é um exemplo de profissional, mãe, avó, empresária, e um ser humano único, dá um show de uma verdadeira...
Ronnie Von: “Tenho uma visão feminina da vida” Ronnie Von: “Tenho uma visão feminina da vida”
Ronaldo Lindenberg Von Schilgem Cintra Nogueira, mundialmente conhecido como Ronnie Von, nasceu na cidade de Niterói, Rio de Janeiro. Neste ano, compl...
Silvio de Abreu: Silvio de Abreu: "Não adianta estudar se você não tem talento"
Silvio Eduardo de Abreu ou, simplesmente, um dos melhores autores da teledramaturgia brasileira, Silvio de Abreu. Paulistano nato, vive, escreve e res...
Bóris Casoy: “Isso é uma vergonha” Bóris Casoy: “Isso é uma vergonha”
Bóris Casoy completou recentemente, 74 anos de vida. Em meio a tantas polêmicas que rondam o seu nome, o âncora concedeu esse bate-papo de forma simpl...

Outros Assuntos

Abacaxepa lança clipe de “Picadinho” que íntegra o álbum “Caroço” Abacaxepa lança clipe de “Picadinho” que íntegra o álbum “Caroço” A banda Abacaxepa acaba de lançar o videoclipe da canção "Pi...
Saiba +
Renata Brás estreia websérie em meio à quarentena Renata Brás estreia websérie em meio à quarentena Atualmente no ar com a reprise do humorístico "A Praça é Nos...
Saiba +
“O empreendedorismo de verdade se encontra na periferia”, comenta Facundo Guerra “O empreendedorismo de verdade se encontra na periferia”, comenta Facundo Guerra Conhecido na noite paulistana, Facundo Guerra é responsável ...
Saiba +
"Na favela não se espera oportunidades, nós a criamos", diz Rick Chesther Foi-se o tempo em que as favelas e suas histórias eram relat...
Saiba +
Theatro Municipal SP apresenta “A Biblioteca de Babel” Theatro Municipal SP apresenta “A Biblioteca de Babel” O Theatro Municipal de São Paulo, ligado à Secretaria Munici...
Saiba +
Alba Flores estrela campanha vegana da PETA Alba Flores estrela campanha vegana da PETA Alba Flores, conhecida mundialmente por sua personagem Nairó...
Saiba +